Navegação artigos com a tag " mastigação"

BOTOX E ÁCIDO HIALURÔNICO COMEÇAM A GANHAR ESPAÇO NOS CONSULTÓRIOS DOS CIRURGIÕES-DENTISTAS

12 - Ago - 2011   //   por Cynara Ortodontia   //   Noticias  //  1 Comentário

Toxina Botulínica tipo A é uma proteína de origem biológica, produzida pela bactéria Clostridium botulinum, comercializada com o nome de Botox, e é amplamente conhecida pelos seus benefícios no campo da Estética como, por exemplo, no tratamento de marcas de expressão facial e rugas.
Com finalidade medicinal, a toxina pode também ser utilizada em pacientes com paralisia cerebral, traumatismo craniano, acidente vascular cerebral, lesões medulares e outras patologias do Sistema Nervoso Central. Trata-se de uma protease que causa denervação química temporária de músculos esqueléticos por bloqueio de liberação de acetilcolina (neurotransmissor responsável por levar as mensagens do cérebro aos músculos), que produz um enfraquecimento temporário da atividade muscular e, como resultado, o músculo não contrai.
APLICAÇÃO NA ODONTOLOGIA
A literatura aponta que é possível utilizar a toxina botulínica na Odontologia nos casos de bruxismo, sorriso gengival, disfunções temporomandibulares, em pré e pós operatório cirúrgico, reconstrução facial, restabelecimento da condição estético-funcional, assimetria de sorriso, exposição gengival acentuada para amenizar o perfil de rugas decorrentes de perdas dentárias e, mais recentemente, tem sido descrita a utilização para redução da força muscular dos músculos masseter e temporal em alguns casos de Implantodontia de carga imediata.
“Existem procedimentos fundamentais relacionadas a região peribucal como mastigação, fonação, entre outros. Portanto, a Odontologia não pode desprezar nenhuma possibilidade terapêutica na busca de uma melhor qualidade de vida aos pacientes.”
REAÇÕES ADVERSAS E CUIDADOS NA APLICAÇÃO
Embora a aplicação do Botox se apresente como um procedimento seguro e eficaz, pode estar associada a possíveis complicações como, por exemplo, reação alérgica, hipoestesia transitória, dor e edema no local da aplicação, eritema, entorpecimento temporário, náusea, dor de cabeça, extensão do local levando a paralisia indesejada de músculos adjacentes, xerostomia e alçteração da voz. As complicações geralmente são raras, dose-dependentes, reversíveis e de intensidade leve.
O ácido hialurônico pode ocasionar efeitos adversos como hematomas, deformidades, vermelhidão, coceira, dor e sensibilidade no local da injeção e reações alérgicas que podem ser graves e de difícil tratamento, uma vez que é quase impossível retirar o produto da pele depois de aplicado, principalmente, se usado em grandes volumes.
COMO A CLASSE ODONTOLÓGICA DEVE SE PREPARAR
Em outros países a utilização do Botox já é amplamente aceita e defendida por parte da Odontologia, comprovada por inúmeras publicações científicas dos benefícios terapêuticos, inclusive com o surgimento de entidades específicas para estes procedimentos, como na Argentina, a Associação Odontológica de Escultura Labial e Implante.

CREME DE ABACATE MELHORA SINTOMAS DTM E ALIVIA DOR OROFACIAL

12 - Ago - 2011   //   por Cynara Ortodontia   //   Noticias  //  1 Comentário

PRODUTO CONTÉM COMPOSTOS QUE COMBATEM O ENVELHECIMENTO, TEM POTENCIAL ANTI-INFLAMATÓRIO E CICATRIZANTE

Dores de cabeça ou pescoço, zumbidos ou plenitudes no ouvido, dificuldades na mastigação e sensação de fadiga mandibular são algumas das alterações patológicas causadas nos indivíduos que sofrem dessa disfunção.
Com o objetivo de melhorar os sintomas da dor, um grupo de pesquisa do mestrado em Ciências de reabilitação do Centro Universitário Nove de Julho, de São Paulo, desenvolveu e patenteou o creme avocado para massoterapia facial. ” O creme foi criado para potencializar as técnicas de massoterapia que têm como efeitos a sedação, favorecimento da circulação de retorno e a eliminação de lesões entre as fibras musculares, além de ajudar a recuperar a fadiga causada por esforços excessivos, especialmente nos casos de disfunção temporomandibular e bruxismo”, explica a cirurgiã-dentista e uma das pesquisadoras do grupo, Sandra Kalil Bussadori.
O diferencial desse creme é que existe em sua composição a tintura da semente do abacate (Persea Americana), rica em compostos fenólicos (grupo de antioxidantes que combatem o envelhecimento) e que possui potencial antiinflamatório, cicatrizante, além de prevenir o envelhecimento precoce.
Segundo ela, os cirurgiões-dentistas terão um aliado no tratamento de dor miofacial e nos casos de DTM e Bruxismo, em todas as idades. O creme ainda não está no mercado, mas em breve será comercializado e as perspectivas são ótimas, pois o efeito é muito promissor. É um recurso a mais para o profissional oferecer conforto ao paciente, pois nesses caso estamos tratando de patologias multifatoriais. Mas, certamente ajudará muito no relaxamento muscular e no auxílio da diminuição dolorosa.

MASTIGAÇÃO UNILATERAL

12 - Ago - 2011   //   por Cynara Ortodontia   //   Artigos  //  1 Comentário

O propósito deste artigo é mostrar para o ortopedista funcional dos maxilares assim como clinico geral, a importância do diagnóstico precoce da mastigação unilateral, para que possamos evitar uma série de alterações das estruturas que se relacionam com a mastigação. Devemos também compreender as possíveis causas e alterações para o sistema estomatognático da mastigação unilateral viciosa. A alteração mais evidente é a assimetria facial, vista principalmente no lado frontal.

Para que possamos fazer um correto tratamento em ortopedia funcional dos maxilares, é de fundamental importância sabermos o lado que preferencialmente o paciente mastiga, isto porque de acordo com as leis planas de desenvolvimento, com o aparecimento da mastigação unilateral teremos alterações no desenvolvimento da face, como assimetrias (alterando a correta mastigação), mordida cruzada (no lado da mastigação viciosa), fonação e respiração além de ter um aumento da placa bacteriana no lado oposto à mastigação como conseqüência adensamento da doença periodontal, em decorrência da mastigação unilateral, como um maior acumulo de tártaro e grande perda óssea no lado oposto a mastigação( LARATO4, 1970). Para que possamos ter um correto desenvolvimento da mandíbula e maxila devemos ter uma mastigação bilateral alternada, multidirecional, para o correto estímulo das estruturas de suporte, estabilidade da oclusão e higiene dos dentes RAMFJORD E ASH7 (1999.) (livre de interferências
oclusais, com o maior número de contatos dentários durante os ciclos mastigatórios).
Também se deve compreender que um dos motivos de recidivas de casos tratados com ortopedia ou mesmo ortodontia ocorre devido à falta de mastigação bilateral (SIMÕES12, 1998).

Dra. Cynara Maran Curioni
Especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial
Atende em Cascavel-Pr na rua Santa Catarina, 769. Centro. Fone (45) 3225.0167